Vou casar-me

Estou prestes a me casar, e diante do que aprendi sobre as religiões, que tanto mal causaram e vêm causando à humanidade, não gostaria que o meu consórcio se desse dentro de dogmas religiosos colaborando assim para a continuidade de tantas baboseiras. Solicito uma orientação para que eu possa promover este evento da forma mais racional possível.


Você está cheio de razão em não querer se casar com cerimônias firmadas em dogmas religiosos. O único casamento válido pelas Leis Brasileiras, as quais devemos acatar, é o casamento civil.

Todo racionalista cristão quer formar um lar saudável, e criar condições para o progresso do casal e dos filhos que venham a surgir. Como você sabe, o espírito encarna confiando em que seus pais lhe dêem uma educação e orientação que lhe facilitem avançar em sua trajetória evolutiva. Isso significa dar-lhe uma educação dentro de princípios como os explanados pela doutrina racionalista cristã.

Assim, isso tudo deve ser conversado com sua noiva, da forma mais sincera possível. Mostre-lhe que não vai querer educar os seus filhos sob o domínio de nenhuma religião. Que você deseja um lar em que somente vocês dois decidirão os caminhos a seguir, sem intromissão de quem quer que seja, amigos, parentes, padres ou ministros. Nessa conversa, procure calmamente mostrar-lhe o que é o Racionalismo Cristão; como essa Doutrina valoriza a Família. Sugira que ela leia pelo menos o capítulo que fala da Família, do livro Racionalismo Cristão.

Se ela não estiver disposta a ouvir as suas ponderações e meditar sobre elas, estará demonstrando fanatismo religioso que somente amarguras e tristezas poderão trazer para o futuro lar. É agora, portanto, o momento de tomar a decisão que lhe parecer melhor. 


De "Vou casar-me" para a página "Família"


De "Vou casar-me" para a página "Perguntas-Respostas"

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved