Consciência, responsabilidade e honestidade

Ana Paula Oliveira

Um ser humano com o espírito evoluído tem condições satisfatórias para aumentar suas relações de amizade, progredir no trabalho, espalhar felicidade e alegria onde quer que se encontre, porque o espírito feliz, cumpridor dos seus deveres, é irradiado pelas Forças do Bem e transmite essa irradiação através de um olhar, de um gesto e de uma palavra. Luiz de Mattos

O propósito de cada ser é constituir-se como um ser humano completo e isso significa ampliar a sua consciência no sentido do respeito a si próprio como ser vivente e a tudo quanto o rodeia, sendo responsável pelas suas atitudes e principalmente usar de honestidade para consigo próprio e para com os outros.

A humanidade não evolui porque continua, há séculos, a não entender que a forma mais elevada de viver se traduz apenas num caminhar digno e justo.

E para isso basta ser fiel a si próprio, lutando com vontade para evoluir e progredir, eliminando imperfeições da alma, pois são estas que devem ser depuradas e justamente as que levarão à evolução, em massa, dos homens.

Cada ser humano representa para o universo uma pequena parcela, uma partícula de inteligência universal, que sendo a ele adicionada produz a vibração harmoniosa de acordo com a sua evolução espiritual.

Reparem bem... que ainda hoje quem se levanta numa tentativa de mudar condutas sociais e reestruturar valores, ainda é recebido com desprezo, medo e ódio!

Assim como, há dois mil anos, Jesus o fez, resultando no trágico final da sua morte física e prematura.

A humanidade precisa crescer no sentido da sua espiritualidade, adquirir uma consciência individual e coletiva dos valores elevados!

E enquanto os homens não sentirem a profunda igualdade, que nos separa, e que, magoarmo-nos uns aos outros implica retroceder no caminho, que nos conduz a vida eterna... Enquanto não entenderem que a evolução é individual mas integrada no todo... Enquanto não sentirem que o progresso espiritual é uma realidade e se faz prioritariamente a evolução material, para que esta possa originar duma forma equilibrada e saudável!

Não ... não poderemos evoluir!

Quando codificamos esta Doutrina, já sabíamos que teríamos que enfrentar com coragem uma grande luta, e a ela nos entregamos com todo o vigor de nossa alma, convictos de que estávamos lançando a semente em terreno fértil. E assim prosseguirá o Racionalismo Cristão através dos tempos, sempre contando com mulheres e homens de valor, compostura moral e espiritual, para levar avante seus Princípios e assim ajudar a humanidade a se reeducar, a alcançar, pela palavra esclarecida e a leitura meditada, um caráter mais íntegro, uma vontade mais forte, um raciocínio mais lúcido e disposto para o bem. (Luiz de Mattos)

Por isso é que a reedição dos ensinamentos de Jesus Cristo se fez em 1910, através de Luiz de Mattos, espírito altamente evoluído com uma missão única de renovação da doutrina de Jesus, esteada nos seus princípios de verdade e saber, e codificada em termos racionais e científicos, depurando-se de misticimos e alcançando um caráter filosófico espiritualista. Será, com certeza, a bússola norteadora que permitirá o alcance da verdadeira espiritualidade.

Fevereiro 2010

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo