Como acreditar?

Quando dizem que um fato (do âmbito espiritual) está comprovado cientificamente, não demonstram essa prova com fotos (gravuras não valem), filmes ou outros meios materiais (sim, materiais, porque nem todos têm capacidade mediúnica). Como acreditar?

Quando dizemos que há comprovação científica, essas provas não são emitidas apenas pelo Racionalismo Cristão, mas, também, por outros ramos das ciências. Como exemplo marcante, podemos citar as imagens obtidas da aura através de processo fotográfico Kirlian (russo), obtidas cientificamente no final da década de 30. Bem antes, na primeira década do século XX, Luiz de Mattos ilustrou, através de gravuras no livro A vida fora da matéria, a existência da aura.

Não devemos esperar que os fenômenos espíritas sejam comprovados num laboratório de Física ou Química. A observação de cada manifestação das leis naturais requer métodos e instrumentos apropriados. No caso dos fenômenos espíritas, um dos métodos é a formação consciente de uma corrente forte e segura; o instrumento é um médium.

A interpretação e explicação dos resultados obtidos requer, como nas outras ciências, a construção de uma teoria. Se a teoria é boa, deve explicar os fatos observados e ser autoconsistente (não ser contraditória). Essa teoria será ainda melhor se puder prever fatos não observados. Considere a Teoria da Relatividade Restrita, de Einstein. Ela explicou fenômenos que não se entendiam na época e previu outros, como a dilatação do tempo. Esse efeito foi comprovado através de fatos que ocorrem na natureza e que não podem ser diretamente observáveis; e nem mesmo provocados! Entretanto, a dilatação do tempo é um fato cientificamente comprovado.

De "Como acreditar?" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved